Política

Alexandre de Moraes solicita investigação sobre fala de Eduardo Bolsonaro sobre fechamento do STF

O pedido foi feito à PGR, na manhã de hoje, por crime previsto na Lei de Segurança Nacional 

[Alexandre de Moraes solicita investigação sobre fala de Eduardo Bolsonaro sobre fechamento do STF]
Foto : Jonas Pereira / Agência Senado

Por Lara Ferreira no dia 22 de Outubro de 2018 ⋅ 17:20

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, solicitou, na manhã de hoje (22), que a Procuradoria Geral da República investigue a frase dita pelo deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL) sobre o STF, como crime previsto na Lei de Segurança Nacional. 
 
O filho do candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou que, “se quiser fechar o STF [...] manda um soldado e um cabo”. A fala foi proferida durante palestra realizada antes do 1º turno, sobre possibilidade de a Corte impugnar candidatura do pai.  
 
Alexandre de Moraes, sem citar o nome de Eduardo Bolsonaro, qualificou a frase como "débil", em evento sobre os 30 anos da Constituição Federal, no Ministério Público de São Paulo.
 
De acordo com o ministro, o que foi dito caracteriza crime previsto na Lei de Segurança Nacional, por provocar animosidade entre o Judiciário e as Forças Armadas. "Estas afirmações merecem, por parte da Procuradoria-Geral da República, imediata abertura de investigação porque, em pese se deva analisar o contexto da declaração, isso é crime da Lei de Segurança Nacional, artigo 23 inciso III, incitar a animosidade entre as Forças Armadas e instituições civis”, afirmou.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo