Política

Bolsonaro não entrega à Justiça detalhes de gastos do 1º turno

Presidenciável declarou pagamentos realizados a apenas seis pessoas: o coordenador financeiro, dois auxiliares, dois seguranças e a intérprete de libras

[Bolsonaro não entrega à Justiça detalhes de gastos do 1º turno]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 24 de Outubro de 2018 ⋅ 15:00

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, ainda não informou à Justiça Eleitoral, de forma discriminada, os gastos da campanha.

Em menos de uma semana do segundo turno das eleições, o presidenciável declarou pagamentos realizados a apenas seis pessoas: o coordenador financeiro, dois auxiliares, dois seguranças e a intérprete de libras.

De acordo com a prestação de contas parcial ao Tribunal Superior Eleitoral, até o momento, Bolsonaro informou que gastou R$ 955 mil na campanha do primeiro turno, com exceção das doações a outros candidatos.

A lei determina que toda a movimentação financeira dos candidatos realizada até o dia 8 de setembro deve ser informada de forma discriminada à Justiça Eleitoral para que seja divulgada na internet.

Notícias relacionadas