Política

Datafolha: Bolsonaro aparece com 56%; Haddad tem 44%

O levantamento foi contratado pela Rede Globo e pela Folha de S. Paulo

[Datafolha: Bolsonaro aparece com 56%; Haddad tem 44%]
Foto : Tânia Rego/Agência Brasil/Ricardo Stuckert/PT

Por Matheus Simoni no dia 25 de Outubro de 2018 ⋅ 19:02

A pesquisa do Instituto Datafolha das intenções de voto do segundo turno das eleições presidenciais mostra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, com 56%, seguido por Fernando Haddad (PT), que tem 44%. No levantamento anterior, o capitão reformado do Exército tinha 59% contra 41% do petista.

O levantamento foi contratado pela Rede Globo e pela Folha de S. Paulo. Ao todo, fora, feitas 9.184 entrevistas realizadas ontem (24) e hoje (25) e foi registrada sob o número BR-05743/2018 no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A margem máxima de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados apresentados pela pesquisa foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 48%
  • Fernando Haddad (PT): 38%
  • Em branco/nulo/nenhum: 8%
  • Não sabe: 6%

Índice de rejeição

O Datafolha também levantou a rejeição dos candidatos. O instituto perguntou: “E entre estes candidatos a presidente, gostaria que você me dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum em”:

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro

  • Votaria com certeza – 46%
  • Talvez votasse – 9%
  • Não votaria de jeito nenhum – 44%
  • Não sabe – 2%

Fernando Haddad

  • Votaria com certeza – 37%
  • Talvez votasse – 9%
  • Não votaria de jeito nenhum – 52%
  • Não sabe – 2%

 

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro