Política

'Reconhecemos o resultado da eleição, não somos Aécio', diz Boulos

Boulos disse ainda que um presidente tem que respeitar as 'liberdades democráticas'

['Reconhecemos o resultado da eleição, não somos Aécio', diz Boulos]
Foto : Divulgação

Por Marina Hortélio no dia 31 de Outubro de 2018 ⋅ 16:40

O líder do MTST (movimento dos trabalhadores sem-teto) Guilherme Boulos disse hoje (30) que reconhece o resultado das eleições, mas que inicia desde já um movimento de oposição ao presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Durante um ato contra Bolsonaro, Boulos disse que "nós não somos o Aécio Neves", em referência ao candidato derrotado do PSDB à Presidência em 2014, que pediu a auditoria do resultado ao Tribunal Superior Eleitoral.

Boulos disse ainda que um presidente tem que respeitar as "liberdades democráticas", não afirmar que as oposições têm que ir para a cadeia ou exílio".

A plateia recebeu Boulos com o grito "ô, Bolsonaro, preste atenção, a sua casa vai virar ocupação". Ele, entretanto, disse que era "uma brincadeira". De acordo com o líder do MTST, os aliados do presidente eleito usaram a frase para atacar o adversário.

Notícias relacionadas