Política

Sem aplauso de Bolsonaro, Dodge defende constituição e minorias

Ao final da fala, durante a sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, Bolsonaro não aplaudiu a titular da Procuradoria-Geral da República (PGR)

[Sem aplauso de Bolsonaro, Dodge defende constituição e minorias]
Foto : Pedro França/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 06 de Novembro de 2018 ⋅ 12:40

Diante do presidente eleito Jair Bolsonaro, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, fez, um duro discurso em defesa da Constituição, da liberdade de imprensa, das minorias e da garantia de direitos. Ao final da fala, durante a sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, Bolsonaro não aplaudiu a titular da Procuradoria-Geral da República (PGR).

"Como fiscal da lei e guardião da Constituição, o Ministério Público é o defensor da sociedade, do interesse público, combate o crime e defende direitos fundamentais. Governo de leis promove paz e estimula a concordância, que são virtudes da Justiça", disse Dodge.

Ela ressaltou que a Constituição garante a liberdade de imprensa. A procuradora ainda afirmou que a reunião entre os chefes de Poderes no Congresso mostra uma "poderosa imagem" endereçada à cidadania de respeito à Constituição. Também estiveram presentes na sessão o presidente Michel Temer e os chefes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) e do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Notícias relacionadas