Política

Governador corta mais de 370 comissionados da Educação; PC foi 2ª mais atingida

Além do corte de cargos, Rui determinou o fim do Centro Industrial Subaé (CIS) e da Sudic

[Governador corta mais de 370 comissionados da Educação; PC foi 2ª mais atingida]
Foto : Manu Dias/GOVBA

Por Alexandre Galvão no dia 03 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:00

A reformulação de cargos comissionados nas pastas da Bahia vai atingir em cheio a secretaria de Educação. De acordo com o projeto de lei enviado pelo governador Rui Costa (PT) à Assembleia Legislativada Bahia (AL-BA), 376 postos serão extintos, deste 269 ocupam o posto de Diretor – DAI5 – que é a referência de salário pago na pasta.

A segunda estrutura mais atingida pelo corte é a Polícia Civil. Lá, o governo mandou acabar com 310 cargos comissionados. Na Secretaria de Saúde da Bahia, o governador mandou acabar com 165 postos. Outro órgão do governo bastante atingido foi o Detran, lá 123 comissionados irão perder o emprego. 

Além do corte de cargos, Rui determinou o fim do Centro Industrial Subaé (CIS) e da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), que se tornarão superintendências integradas à estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). 

A Bahia Pesca poderá ser adquirida pela iniciativa privada, ou, ainda, ser gerida por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP). Importante ressaltar que atividades industriais e pesqueiras permanecerão na agenda do Estado, especialmente em se tratando de políticas públicas, sendo fomentadas pelo Governo. A reforma também prevê a extinção da Conder, que dará lugar à Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU), com estrutura mais enxuta. 

Empresas e autarquias do Estado passarão por um processo de reestruturação, de modo a operar com uma estrutura enxuta e eficiente. Neste âmbito, estão, por exemplo, CaR, Adab, Bahiater, CBPM, Egba, Inema, Ibametro, Juceb e Procon.

Notícias relacionadas

[PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido]
Política

PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 09:00 em Política

“Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar