Política

Assessor especial e chefe de gabinete do MEC são exonerados

Ao todo, desde o início da nova gestão de Jair Bolsonaro, ao menos 14 pessoas já deixaram importantes postos no ministério

[Assessor especial e chefe de gabinete do MEC são exonerados]
Foto : Luis Fortes/MEC

Por Juliana Almirante no dia 04 de Abril de 2019 ⋅ 12:40

O Ministério da Educação (MEC) registrou mais duas exonerações nesta quinta-feira (4). Deixam de integrar a pasta o assessor especial do ministro, Bruno Meirelles Garschagen, que era responsável por intermediar o contato com a imprensa, e da chefe de gabinete, Josie Priscila Pereira de Jesus.

Ao todo, desde o início da nova gestão de Jair Bolsonaro, ao menos 14 pessoas já deixaram importantes cargos no MEC.

As demissões foram assinadas pelo chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Até o momento, não foi anunciado quem irá substituir Garshchagen no ministério. No lugar de Josie, foi nomeado Marcos de Araújo.

Notícias relacionadas