Política

Justiça nega novo pedido de Flávio para tentar bloquear apuração de caso Queiroz

Senador alega que seu sigilo bancário foi quebrado sem autorização judicial

[Justiça nega novo pedido de Flávio para tentar bloquear apuração de caso Queiroz]
Foto : Marcos Oliveira/Agência Senado

Por Juliana Almirante no dia 26 de Abril de 2019 ⋅ 08:00

A Justiça do Rio de Janeiro rejeitou a liminar da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para tentar suspender a investigação contra o ex-assessor dele Fabrício Queiroz.

De acordo com a Folha, o senador justificou que seu sigilo bancário foi quebrado sem autorização judicial. O desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado, da 3ª Câmara Criminal, negou o pedido, citando que não houve fornecimento de dados sigilosos.

Queiroz é investigado após ter sido verificada uma movimentação financeira atípica de R$ 1,2 milhão, na sua conta bancária, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

Em nota, o senador criticou o vazamento da decisão. “Mais uma vez alguns membros do Ministério Público do Rio vazam, ilegalmente, informações sigilosas, reforçando a urgência de que sejam julgadas minhas representações contra Eduardo Gussem, chefe do MP/RJ, e Cláucio Cardoso, procurador responsável pelo meu caso, para apurar os crimes de vazamento de informação sigilosa e de improbidade administrativa", afirma o senador. Ele também prometeu recorrer a todas as instâncias para suspender a investigação.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro nomeia novo chefe da EBC]
Política

Bolsonaro nomeia novo chefe da EBC

Por Lara Curcino no dia 30 de Setembro de 2020 ⋅ 12:40 em Política

Ex-diretor da SBT, publicitário Glen Lopes assume o posto ocupado por general Luiz Carlos Pereira Gomes