Política

Ministro diz que 'recursos futuros' serão para pré-escola

Abraham Weintraub também criticou de forma generalizada os reitores das universidades federais

[Ministro diz que 'recursos futuros' serão para pré-escola]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 02 de Maio de 2019 ⋅ 07:00

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, em um vídeo publicado no Twitter, que a política de cortar a verba dedicada às universidades está em linha com o plano de governo que elegeu Jair Bolsonaro.

"O que trazemos o questionamento não é interromper os cursos de graduação. Os recursos futuros vão ser direcionados para cursos de graduação ou para a pré-escola, ou para a educação básica", disse ele, que também garantiu que as matrículas e cursos universitários já abertos serão mantidos.

Ele comparou o custo de um universitário R$ 30 mil anuais, com o de uma vaga em creche, que seria de R$ 3 mil.

"Para cada aluno de graduação que eu coloco na faculdade, eu poderia trazer dez crianças para uma creche. Crianças que geralmente são mais humildes, mais pobres, mais carentes, e que, hoje, não têm creches para elas. O que você faria no meu lugar?", declarou Weintraub.

O ministro também criticou de forma generalizada os reitores das universidades federais. "Para quem conhece universidades federais, perguntar sobre tolerância ou pluralidade aos reitores (ditos) de esquerda faz tanto sentido quanto pedir sugestões sobre doces a diabéticos", escreveu o ministro. 

Notícias relacionadas