Política

Bancada evangélica quer derrubar decreto de armas de Bolsonaro

Deputados evangélicos não desejam apoiar as iniciativas de partidos de esquerda, mas apresentar um projeto próprio.

[Bancada evangélica quer derrubar decreto de armas de Bolsonaro]
Foto : Carl de Souza/ AFP

Por Juliana Almirante no dia 09 de Maio de 2019 ⋅ 12:40

Parlamentares da bancada evangélica da Câmara Federal se articulam para tentar derrubar o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o porte armas para várias categorias, incluindo políticos eleitos e jornalistas.

A política de armamento é umas das principais divergências em relação ao governo. Com 195 deputados, o grupo foi fundamental para a eleição de Bolsonaro.

PSOL, PT e Rede já lançaram projetos de decretos legislativos que revogam integralmente a medida. Os deputados evangélicos, no entanto, não desejam apoiar as iniciativas de partidos de esquerda, mas apresentar um projeto próprio.

"Estou conversando com vários deputados, e já temos vários que vão apoiar sim o decreto legislativo, desde que não seja apresentado por partidos de esquerda. Não apoiamos nada do PT. Se for do PT não terá nosso apoio", disse ao jornal O Globo ASóstenes Cavalcante (DEM-RJ), ligado à igreja liderada pelo pastor Silas Malafaia.

Notícias relacionadas