Política

Bolsonaro ataca mídia e diz que jornalista deveria 'entrar de novo numa faculdade que preste'

Presidente disse ainda que jornal não deveria contratar "qualquer uma ou qualquer um" para "ficar semeando a discórdia"

[Bolsonaro ataca mídia e diz que jornalista deveria 'entrar de novo numa faculdade que preste']
Foto : PR

Por Juliana Almirante no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 10:00

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) atacou a imprensa e sugeriu que uma jornalista deveria voltar "numa faculdade que preste" para fazer "um bom jornalismo", durante coletiva de imprensa nos Estados Unidos ontem (16).

A repórter Marina Dias, da Folha de S. Paulo, tinha questionado o presidente sobre o perfil das universidades brasileiras, citadas como expoentes na pesquisa acadêmica do Brasil. Segundo Bolsonaro, "entre as 250 melhores universidades do mundo não tem nenhuma brasileira", o que para ele supostamente inviabilizaria as colocações sobre as pesquisas.

Sem citar dados que comprovassem a própria declaração, o mandatário disse ainda que "pesquisa até temos, na Mackenzie, no IME, no ITA, em poucas universidades".

A repórter então perguntou a ele o motivo de ter citado uma universidade particular (a Mackenzie) como exemplo de pesquisa.

Bolsonaro então disse ironicamente que tinha diante dele uma especialista em orçamento e recomendou que a profissional voltasse a estudar.

"Primeiro, você tem que entrar de novo numa faculdade que presta e fazer um bom jornalismo. Seu jornal tem que fazer isso e não contratar qualquer uma ou qualquer um para ser jornalista, para ficar semeando a discórdia e perguntando besteira por aí e publicando coisas nojentas", afirmou. 

Depois o presidente perguntou se a repórter queria continuar a debater com ele. Ao ouvir que ela apenas queria saber sobre os cortes orçamentários, Bolsonaro finalizou a entrevista.

Repercussão

Após a declaração de Bolsonaro contra a repórter, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) emitiu uma nota de apoio, em que defende que "o papel de um jornalista é perguntar". "O papel de um detentor de mandato, que deve prestar contas do que faz ao público, é responder  –  de preferência, com civilidade e compostura. O presidente Jair Bolsonaro ignorou mais uma vez essas regras básicas", diz a entidade.  

 

Notícias relacionadas

[PF montou em um dia operação contra Bivar]
Política

PF montou em um dia operação contra Bivar

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 11:00 em Política

Além da casa de Bivar no Recife e da sede do partido, estão entre os alvos endereços de três ex-candidatas do PSL