Política

Governo atrasa nomeação de oito reitores de instituições federais

Cinco institutos e três universidades estão com reitores eleitos e esperam a nomeação por parte do governo federal, que tem mantido dirigentes temporários ao invés de oficializar os escolhidos

[Governo atrasa nomeação de oito reitores de instituições federais]
Foto : Pedro França/Agência Senado

Por Alexandre Galvão no dia 20 de Maio de 2019 ⋅ 09:20

O governo Jair Bolsonaro (PSL) tem retido a nomeação de oito reitores de instituições federais de educação. Embora o  Ministério da Educação (MEC) não dê explicações para a demora às universidades e aos institutos, o ministro Abraham Weintraub indicou, em audiência no Senado, segundo a Folha, que questões políticas têm relação com os atrasos.

Cinco institutos e três universidades estão com reitores eleitos e esperam a nomeação por parte do governo federal, que tem mantido dirigentes temporários ao invés de oficializar os escolhidos.

Além de temerem prejuízos administrativos, reitores estão apreensivos com a postura ideológica do governo na relação com as instituições, que enfrentam bloqueios de orçamento e têm sido alvos de ataques do ministro. Na semana passada, centenas de cidades registraram manifestações contra os cortes de verba na educação.

Notícias relacionadas