Política

Após discussão, Carlos Muniz diz que Paulo Magalhães é 'completamente despreparado'

Vereador havia acusado prefeitura de iniciar obra do Centro de Convenções em licença, o que acabou negado pela administração

[Após discussão, Carlos Muniz diz que Paulo Magalhães é 'completamente despreparado']
Foto : Divulgação

Por Juliana Almirante no dia 29 de Maio de 2019 ⋅ 09:55

O vereador Carlos Muniz (Podemos) afirmou hoje (29), em entrevista à Rádio Metrópole, que o líder do governo na Câmara Municipal de Salvador, Paulo Magalhães Júnior (SD), é despreparado para ocupar o posto, após discussão com o colega ontem (28), na tribuna da Casa.

"Ele (Paulo Magalhães) diz que é uma denúncia vazia justamente porque não tinha como debater o assunto porque não tinha conhecimento. Na verdade, uma falta de preparo para um líder de governo que não tem como rebater algo que a gente pede esclarecimento, então parte para agressão, coisa que jamais irei fazer me plenário ou qualquer lugar que seja. Quem perde com isso aí é o governo que tem um líder completamente despreparado", declarou. 

Confusão

Em discurso na Casa, Muniz afirmou ontem (28) que o Centro de Convenções era construído sem licença ambiental. Segundo o vereador, as obras só teriam sido liberadas no último dia 21, meses após o início da construção, em setembro do ano passado.

"Tenho todo respeito ao secretário Guanabara, mas isso aqui é inadimissível. Não pode uma obra pública daquele porte estar sendo construída sem licença ambiental. O que está ocorrendo, porque é do município pode fazer o que quizer?", disse ele, que se dirigiu a Paulo Magalhães em seguida, questionando que ainda houve visita de vereadores à obra.  
 
Paulo Magalhães rebateu: "Fico extremamente impressionado com esse tipo de denúncia vazia e fora do timing. Perdeu o tempo porque sempre chega atrasado, traz notícia requentada de uma licença ambiental que um governo que ele quer defender, porque a multa que ele deve estar querendo é do Detran. Vem ler denúncia e nem sabe ler. Leu mal, gaguejou. Então chega dessas denúncias para inglês ver, querem mostrar para a torcida, porque perderam a boquinha e agora querem falar do melhor prefeito do Brasil".

À Rádio Metrópole, o secretário Sergio Guanabara informou que a obra não iniciou sem licença ambiental. Segundo ele, a construção tinha licença prévia ambiental desde 15 de janeiro do ano passado e, posteriormente, ganhou a licença unificada, em maio deste ano, que trata da própria instalação da obra.

Sobre a acusação de Magalhães acerca de um suposto interesse no Detran, Muniz afirmou ainda, na entrevista de hoje, que tem relação apenas com o partido Podemos, que comandava o órgão estadual. "Não tenho cargo nenhum, nada. Se ele quiser cobrar, que cobre ao governador Rui Costa, que é quem indica e exonera qualquer superintendente do órgão", declarou. 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro tira Joice Hasselmann de liderança do governo ]
Política

Bolsonaro tira Joice Hasselmann de liderança do governo 

Por Alexandre Galvão no dia 17 de Outubro de 2019 ⋅ 14:15 em Política

Joice foi escolhida líder do governo em fevereiro, pela indicação dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)