Política

'Não acredito que o parlamento vá derrotar o povo', diz Bolsonaro sobre decreto das armas

"A derrota não é minha", completou o presidente

['Não acredito que o parlamento vá derrotar o povo', diz Bolsonaro sobre decreto das armas]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 13 de Junho de 2019 ⋅ 17:00

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (13) não acreditar que o Parlamento "vá derrotar o povo", após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovar sete projetos de decreto legislativo (PDL) que derrubam seus decretos, que flexibilizam o porte de armas.

"A derrota não é minha. Eu não acredito que o parlamento vá derrotar o povo. Eles [os brasileiros] decidirem em 2005 pelo direito de comprar armas e munições. E eu não fui além do que está previsto na lei do Estatuto do Desarmamento, apenas botamos limites ali, porque muita coisa está em aberto e a legislação nos dá esse direito, via decreto, de adequar a lei na sua plenitude", defendeu o presidente.

O presidente ainda desabafou que uma parte da população, "de má índole", esteja "muito bem muito armada", enquanto o que ele classificou de "cidadão de bem" fique desarmado do "lado de cá".

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro