Política

PDT suspende Tabata Amaral e outros sete que votaram a favor da Previdência

O partido, contrário à proposta, vai ainda avaliar a expulsão dos oito parlamentares

[PDT suspende Tabata Amaral e outros sete que votaram a favor da Previdência]
Foto : Luis Macedo/Agência Câmara

Por Lara Curcino no dia 17 de Julho de 2019 ⋅ 13:28

O presidente do PDT, Carlos Lupi, anunciou hoje (17) a suspensão provisória da deputada federal Tabata Amaral e dos outros sete parlamentares do partido que votaram a reforma da Previdência. 

Lupi e os membros da Executiva nacional, a Comissão de Ética e de movimentos sociais se reuniram em Brasília para avaliar a instauração de processos disciplinares contra os membros suspensos.

A expectativa é de que o processo dure entre 45 e 60 dias. Ao final do período, a direção nacional da sigla deve decidir se aplica ou não a expulsão. 

O voto favorável dos deputados vai de encontro à posição oficial da legenda, que é declaradamente contra a proposta aprovada pelo Congresso. Os oito terão, no entanto, prazo para apresentação da defesa. 

Notícias relacionadas