Política

Mais 4 vetos chegam à CMS e Casa terá que analisar 16 amanhã

Desde o início da sua gestão, o prefeito ACM Neto já enviou para Casa 95 vetos

[Mais 4 vetos chegam à CMS e Casa terá que analisar 16 amanhã]
Foto : Antonio Queirós/Ascom

Por Adelia Felix no dia 10 de Setembro de 2019 ⋅ 16:41

A Câmara de Salvador vota, nesta quarta-feira (11), 16 vetos do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), a projetos de iniciativa de vereadores que estão sobrestando a Ordem do Dia na Casa. Inicialmente, o democrata enviou 12 vetos, outros quatro foram encaminhados depois que a sessão foi suspensa na semana passada.

Em entrevista ao Metro1, o líder da bancada do governo da Câmara Municipal, vereador Paulo Magalhães Júnior (PV), afirmou que a questão será encerrada nesta semana. “Precisamos desobstruir a pauta para poder votar projetos importantes para cidade. Será tudo resolvido”, resumiu o parlamentar. 

Líder da oposição, o vereador Sidninho (Podemos) também acredita que a pauta será desobstruída, mas avalia que o Executivo Municipal e o líder do governo não podem “coagir” os vereadores. “Todo projeto aprovado na Câmara, o vereador tem que manter a posição. Não tem porque agora mudar. O Executivo está coagindo o vereador a mudar de posicionamento. O líder do governo não pode coagir os vereadores. O vereador que votar contra vai justificar porque uma hora vota a favor e outra hora vota contra”, avalia.

No plenário, a vereadora Marta Rodrigues (PT) criticou o democrata por vetar sua proposta que cria o Programa de Acolhimento Infantil Noturno. “O apelido dele tem sido Neto o prefeito do veto”, lembra autora do projeto, a vereadora Marta Rodrigues (PT).

Desde o início da sua gestão, o democrata já enviou para Casa 95 vetos. “Pode ser por dois motivos, primeiro porque a gente estimula uma produção legislativa mais intensa do que no passado, e segundo que a gente tem uma análise mais criteriosa. A gente não pode aprovar lei por aprovar, de qualquer jeito”, rebateu ACM Neto.

Notícias relacionadas