Política

Promessa de ‘afagos’ teria convencido Bolsonaro a aceitar jantar com Trump

Segundo auxiliares do presidente, Bolsonaro teria recusado o primeiro convite ao jantar, por orientação médica, mas foi convencido a mudar de ideia com a promessa de gestos de apoio

[Promessa de ‘afagos’ teria convencido Bolsonaro a aceitar jantar com Trump]
Foto : Alan Santos / PR

Por Kamille Martinho no dia 22 de Setembro de 2019 ⋅ 10:30

A promessa de gestos de deferência feita por Donald Trump teria convencido o presidente Jair Bolsonaro (PSL) a contornar recomendações médicas e aceitar convite para jantar com o líder do país anfitrião da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). 

No pacote de afagos, a expectativa de auxiliares do Planalto é que Bolsonaro sente-se próximo de Trump e ouça discurso dele com palavras positivas sobre a relação entre os países.

O anúncio do novo encontro com Trump foi feito pelo próprio presidente. “A previsão é sair daqui na segunda e na madrugada de quarta estar de volta. Tem um jantar que devemos comparecer. Estaremos ao lado do Trump, motivo de honra”, disse. 

Segundo auxiliares do presidente, Bolsonaro teria recusado o primeiro convite ao jantar, por orientação médica, mas foi convencido a mudar de ideia com a promessa de gestos de apoio. 

Notícias relacionadas