Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Fim do DPVAT atinge negócios de Luciano Bivar, desafeto de Bolsonaro 

A empresa do deputado intermediou o pagamento, somente este ano, de mais de R$ 168 milhões em indenizações relacionadas ao seguro

[Fim do DPVAT atinge negócios de Luciano Bivar, desafeto de Bolsonaro ]
Foto : Jefferson Rudy/Agência Senado

Por Alexandre Galvão no dia 12 de Novembro de 2019 ⋅ 12:40

A edição de Medida Provisória (MP) que acaba com o seguro DPVAT ataca, diretamente, os negócios do presidente do PSL, Luciano Bivar. De acordo com o Estadão, Bivar é o controlador do conselho de administração da seguradora Excelsior. A empresa intermediou o pagamento, somente este ano, de mais de R$ 168 milhões em indenizações relacionadas ao seguro. 

"A Medida Provisória tem o potencial de evitar fraudes no DPVAT, bem como amenizar/extinguir os elevados custos de supervisão e de regulação do DPVAT por parte do setor público (Susep, Ministério da Economia, Poder Judiciário, Ministério Público, TCU), viabilizando o cumprimento das recomendações do TCU pela SUSEP", informou o governo em nota.

A medida provisória que acaba com o DPVAT e com o DPEM entra em vigor assim que for publicada no "Diário Oficial da União". Porém, se não for aprovada pelo Congresso em 120 dias perde a validade.

Notícias relacionadas