Domingo, 25 de julho de 2021

Política

Moro foi sondado para Ministério da Justiça antes do resultado do 2º turno, diz Bebianno

Em entrevista ao canal do jornalista Fábio Pannunzio, ex-ministro afirmou que Paulo Guedes teve "cinco ou seis conversas" com o ex-juiz

Moro foi sondado para Ministério da Justiça antes do resultado do 2º turno, diz Bebianno

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Por: Juliana Rodrigues no dia 18 de novembro de 2019 às 15:05

Antes do resultado das eleições, o ex-juiz Sérgio Moro teria sido sondado pelo atual ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a possibilidade de chefiar a pasta da Justiça e Segurança Pública. A informação foi dada pelo ex-ministro da Secretaria Geral, Gustavo Bebianno, em entrevista ao canal do jornalista Fábio Pannunzio.

Segundo Bebianno, inicialmente, a ideia era que ele mesmo fosse o ministro da Justiça, mas houve uma mudança de planos. "O tempo passou e aí veio o dia do segundo turno, domingo, na casa do Jair. (...) O Paulo Guedes estava na sala, me puxa, me chama, e fala assim: 'Bebianno, eu quero conversar com você um negócio importante'. E foi a primeira vez que o Paulo Guedes mencionou que estava conversando com o Sergio Moro. Ele me contou que já tinha tido cinco ou seis conversas com Sergio Moro, e que Moro estaria disposto a abandonar a magistratura e aceitar esse desafio como ministro da Justiça. (...) Nós apertamos as mãos e combinamos o seguinte: se o Moro realmente vier, não tem problema nenhum. Isso no domingo à tarde, antes do resultado", disse.

Ao mesmo tempo, Bebianno frisou que Moro não tinha contato direto com o presidente Jair Bolsonaro. "Até onde eu sei, o Moro não tinha contato nenhum com o Jair. (...) O que houve foram algumas conversas entre Paulo Guedes e Sergio Moro, por iniciativa de Guedes, sondando o Moro para a função", afirmou.

Em junho deste ano, o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil, divulgou que o ex-juiz recebeu o convite antes mesmo do resultado das eleições, como consta em mensagens obtidas pelo site. Em novembro do ano passado, ao aceitar o convite de Bolsonaro, Moro admitiu que já havia sido sondado por Paulo Guedes cinco dias antes do segundo turno.

Moro foi sondado para Ministério da Justiça antes do resultado do 2º turno, diz Bebianno - Metro 1