Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Deputado envia carta ao governador pedindo fim de vistorias do Detran

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) pediu ao governador Rui Costa (PT) que sejam canceladas as vistorias veiculares periódicas implantadas pelo Detran no estado. Em carta aberta publicada na edição do jornal A Tarde desta terça-feira (9), o parlamentar baiano afirma que o serviço é inconstitucional com "uma flagrante violação à Constituição Federal e ao Código de Trânsito Brasileiro". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 09 de Junho de 2015 ⋅ 14:37

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) pediu ao governador Rui Costa (PT) que sejam canceladas as vistorias veiculares periódicas implantadas pelo Detran no estado. Em carta aberta publicada na edição do jornal A Tarde desta terça-feira (9), o parlamentar baiano afirma que o serviço é incostitucional com "uma flagrante violação à Constituição Federal e ao Código de Trânsito Brasileiro".

"A portaria do Detran-Ba inovou no ordenamento jurídico, normatizando matéria inserida no âmbito de competência privativa da União", reclamou o democrata. Aleluia alerta: "Senhor Governador, a Constituição da República Federativa do Brasil é clara! Compete privativamente à União legislar sobre trânsito e transporte (art. 22, XI), o que impede os estados de fixarem novas obrigações nesta seara, como a insustentável vistoria periódica, contra a qual me insurjo", disse ele. 

Notícias relacionadas

[Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro]
Política

Se Deus quiser vou continuar meu mandato, diz Bolsonaro

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Janeiro de 2021 ⋅ 10:05 em Política

Em conversa com apoiadores, presidente ainda responsabilizou governo do Amazonas e prefeitura de Manaus pelo caos na saúde da capital: "Todo mundo me culpa. Tudo sou eu"