Política

Bolsonaro levanta hipótese de sabotagem ao comentar erro no Enem

Segundo o presidente, "por enquanto", Abraham Weintraub permanecerá como ministro da Educação

[Bolsonaro levanta hipótese de sabotagem ao comentar erro no Enem]
Foto : Antonio Cruz / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 28 de Janeiro de 2020 ⋅ 10:06

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o governo vai apurar se houve um erro de gestão, falha humana ou sabotagem na correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Cerca de 6 mil estudantes foram prejudicados por erros em parte das notas. Segundo o Ministério da Educação, candidatos que fizeram a prova de uma cor tiveram o gabarito corrigido como se fosse de outra. A informação é do UOL.

"Tenho que conversar com ele [ministro da Educação, Abraham Weintraub] para ver o que está acontecendo. Se realmente foi uma falha nossa, se tem alguma falha humana, sabotagem... Seja lá o que for. Temos que chegar no final da linha e apurar isso daí", disse Bolsonaro, ao chegar no Palácio da Alvorada, na manhã de hoje (28), após retornar de viagem oficial à Índia.

"Não pode acontecer isso. Sabemos que tudo está na mesa. Não quero me precipitar dizendo o que deve ter acontecido com o Enem", completou.

Bolsonaro disse não descartar a hipótese de sabotagem e ainda destacou que, "por enquanto", Weintraub continua à frente do Ministério da Educação. Em seguida, ele ponderou que costuma utilizar a expressão "por enquanto" para todos os ministros, o que não quer dizer que haja possibilidade de demissão. "Por enquanto continua. Sem problema algum. Eu sempre falo 'por enquanto' para todo mundo. O único que não é 'por enquanto' é o Mourão. O resto, todo mundo é 'por enquanto'."

Notícias relacionadas