Política

Rui Costa diz que Bolsonaro é metralhadora disparando agressividade

"Em um ano, o presidente já atacou a Paraíba, o Maranhão, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo", disse o governador da Bahia

[Rui Costa diz que Bolsonaro é metralhadora disparando agressividade]
Foto : Raul Golinelli/GOVBA

Por João Brandão no dia 18 de Fevereiro de 2020 ⋅ 18:54

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), classificou o presidente Jair Bolsonaro como uma "metralhadora giratória disparando agressividade" em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo. Desde o fim de semana, Rui tem se posicionado contra declarações de Bolsonaro sobre a operação que matou o miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, no dia 9, em Esplanada, no interior baiano.

"Em um ano, o presidente já atacou a Paraíba, o Maranhão, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo. Enfim, é uma metralhadora giratória disparando agressividade. Não é possível isso. Nunca se viu isso na história recente do País. Não tem o mínimo de comportamento civilizatório, ético, que se quer de um presidente da República", contou.

Bolsonaro disse que "a polícia do PT" executou o ex-capitão do Bope, que já teve a mãe e a ex-mulher empregadas no gabinete de Flávio Bolsonaro quando o hoje senador era deputado estadual no Rio. Nóbrega também era um dos alvos da investigação sobre suposta prática de rachadinha no gabinete de Flávio.

Rui negou ter dado ordens antes da operação que resultou na morte de Nóbrega e disse que só soube dela depois. "Talvez seja um problema tão grave que ele (Bolsonaro) deve acordar, almoçar, jantar e dormir pensando 24 horas nisso. Só pode ser, porque ele está há quatro, cinco dias obcecado", afirmou Costa.

Notícias relacionadas