Política

Empresa de Wajngarten ganhou aditivo da Igreja Universal logo após ele assumir Secom

Um mês após ele passar a chefiar a pasta, valor pago pela igreja à FW Comunicação saltou de R$ 25,6 mil para R$ 35 mil

[Empresa de Wajngarten ganhou aditivo da Igreja Universal logo após ele assumir Secom]
Foto : Anderson Riedel/PR

Por Metro1 no dia 21 de Fevereiro de 2020 ⋅ 13:29

A FW Comunicação, empresa do chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, mantém contrato com a Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, dono da TV Record. Um mês depois que o secretário assumiu o cargo, a remuneração contratual à igreja aumentou em 36%, por meio de um aditivo pactuado entre as duas partes.

Durante a gestão de Wajngarten, a Record, emissora do bispo Macedo, passou a ser contemplada com percentuais maiores da verba publicitária da Secom, assim como outras TVs clientes da FW.

Wajngarten foi nomeado em 12 de abril do ano passado. Em maio, o montante repassado mensalmente pela igreja de Macedo à FW saltou de R$ 25,6 mil para R$ 35 mil, sendo o mais expressivo em um conjunto de 11 clientes.

Os dados estão em uma planilha entregue na terça (18) pela defesa do secretário à Comissão de Ética Pública da Presidência, pouco antes da sustentação oral feita em julgamento que arquivou o caso dele sem a abertura de uma investigação.

Notícias relacionadas