Política

Bolsonaro ouve apelos por Mandetta e diz que não discutirá sobre posts apagados pelo Twitter

Segundo a Folha, presidente não reagiu às manifestações de populares a favor do ministro da Saúde

[Bolsonaro ouve apelos por Mandetta e diz que não discutirá sobre posts apagados pelo Twitter]
Foto : Carolina Antunes/PR

Por Juliana Rodrigues no dia 30 de Março de 2020 ⋅ 10:58

O presidente Jair Bolsonaro não quis comentar, na manhã de hoje (30), o fato de o Twitter ter apagado um dia antes duas postagens dele. Questionado sobre o assunto quando deixava o Palácio da Alvorada, alegou que, como se trata de uma empresa privada, não comentaria. "Não vou discutir, é uma empresa particular", afirmou. A informação é da Folha.

As postagens eram de vídeos do tour que o presidente fez neste domingo no DF, contrariando seu próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que recomenda o isolamento social para combate ao coronavírus. A empresa apagou os tweets por considerar que eles violavam as regras de uso ao potencialmente colocar as pessoas em maior risco de transmitir o vírus.

Antes de falar aos jornalistas, Bolsonaro ouviu de uma apoiadora apelos a favor do ministro da Saúde. "Apoie o Mandetta, dê apoio ao Mandetta. Mantenha ele. Não dê munição para inimigo​", gritou uma mulher que, junto com outras pessoas, aguardava o presidente deixar a residência oficial. O presidente não reagiu à manifestação, ficando apenas em silêncio.

Notícias relacionadas