Política

'Déficit público deve caminhar para R$ 500 bilhões', diz secretário do Tesouro Nacional

Segundo Mansueto o volume de recursos que o governo terá de injetar para combater a pandemia colocará déficit acima do resultado negativo de 2019

['Déficit público deve caminhar para R$ 500 bilhões', diz secretário do Tesouro Nacional]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 07 de Abril de 2020 ⋅ 21:30

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse hoje (7) que o país deve fechar o ano de 2020 com um déficit primário de R$ 500 bilhões. A declaração foi dada durante videoconferência organizado pelos jornais Valor Econômico e O Globo.

De acordo com o secretário, o volume de recursos que o governo terá de injetar para combater a pandemia do novo coronavírus colocará o déficit muito acima do resultado negativo de 2019, que foi de R$ 61 bilhões.

“O buraco fiscal no ano passado foi em torno de R$ 61 bilhões e, este ano, estamos caminhando tranquilamente para algo em torno de R$ 450, R$ 500 bilhões de buraco fiscal”, afirmou Mansueto Almeida. “A piora fiscal é forte, mas é necessária neste ano, e vamos ter que aceitar isso de forma adulta”, acrescentou.

Questionado sobre a ajuda emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais e a beneficiários do Bolsa Família, o secretário disse que os recursos ainda não chegaram devido a "dificuldade de entrega”.

Notícias relacionadas