Política

Médica assessora de Bolsonaro e defensora da cloroquina tem nome cotado para Ministério da Saúde

Nise Yamaguchi integra o comitê de crise do governo contra a pandemia; Segundo O Globo, Nise passou parte da manhã desta sexta no terceiro andar do Palácio do Planalto, de onde despacha o presidente

[Médica assessora de Bolsonaro e defensora da cloroquina tem nome cotado para Ministério da Saúde]
Foto : Reprodução/Youtube

Por Luciana Freire no dia 15 de Maio de 2020 ⋅ 17:00

A imunologista  é apontada nos bastidores de Brasília como principal consultora do presidente Jair Bolsonaro a respeito do uso da hidroxicloroquina e da azitromicina no combate ao coronavírus. Nise passou parte da manhã de hoje (15) no terceiro andar do Palácio do Planalto, de onde despacha o presidente. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão do governo no início da tarde de hoje (15), após reunião com o Bolsonaro. Nise Hitomi Yamaguchi aparece nos bastidores como um possível nome para o comando da pasta. Não há, no entanto, confirmação de que ela poderia assumir o ministério.

Há pouco mais de um mês, a médica passou a integrar o comitê de crise do governo federal contra a pandemia. Desde então, vem defendendo "evidências científicas" de que a cloroquina ajuda no "tratamento precoce" da doença.

Para ela, o remédio aumenta a chance de cura e impede internações, já que a reversão do quadro de insuficiência respiratória a partir da fase de inflamação se torna mais difícil. "Por que não podemos adotar já? Estou trabalhando com os médicos para criar esta consciência", afirmou Nise, na época, por mensagens de texto ao O Globo.

Até o momento, a medicação é autorizada apenas para pacientes graves, desde que sob orientação médica.

Notícias relacionadas