Política

Secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira deixará pasta

Wanderson é um dos principais responsáveis pela estratégia de combate à Covid-19, elaborador das chamadas "medidas não farmacológicas", incluindo o distanciamento social

[Secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira deixará pasta]
Foto : Marcello Casal JrAgência Brasil

Por Luciana Freire no dia 24 de Maio de 2020 ⋅ 09:11

 

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, informou em mensagem enviada aos colegas de equipe que deixará o cargo amanhã (25). A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Wanderson é um dos principais responsáveis pela estratégia de combate à Covid-19 no Brasil, elaborador das chamadas "medidas não farmacológicas", ou seja, que não envolvem medicamentos, incluindo o distanciamento social.

Antes mesmo da saída de Mandetta, quando a situação do então ministro já estava insustentável devido às divergências com Bolsonaro, Wanderson pediu demissão, mas Mandetta não aceitou.

Servidor civil do Hospital das Forças Armadas, onde é enfermeiro epidemiologista, ele se reapresentará no órgão de origem.

"Apesar de sair da função de Secretário de Vigilância em Saúde, continuarei ajudando ao Ministro Pazuello nas ações de resposta à Pandemia. Somos da mesma instituição, Ministério da Defesa e conosco é missão dada, missão cumprida", escreveu Wanderson na mensagem em que se despede de colegas.

Notícias relacionadas