Política

Bolsonaro acredita em complô de Doria, Maia e Alexandre de Moraes para retirá-lo do cargo

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, tanto o impeachment quanto a cassação seriam estratégias para facilitar a chegada do governador de São Paulo à presidência em 2022

[Bolsonaro acredita em complô de Doria, Maia e Alexandre de Moraes para retirá-lo do cargo]
Foto : Alan Santos/PR

Por Metro1 no dia 04 de Junho de 2020 ⋅ 13:00

O presidente Jair Bolsonaro diz estar convencido de que há hoje um complô que une o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e o governador de São Paulo, João Doria, para derrubá-lo do governo.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, Bolsonaro já falou sobre a desconfiança a mais de um interlocutor, e ministros de tribunais superiores ficaram sabendo a respeito. Para o presidente, Alexandre, que já foi do PSDB, seria aliado de Doria, numa conspiração paulista para derrubar Bolsonaro e facilitar a chegada do governador à Presidência em 2022.

Uma das estratégias adotadas seria a de desgastar o governo para tentar o impeachment, sob comando de Maia. Outra possibilidade seria a cassação de Bolsonaro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), hoje integrado por Moraes.

Recentemente, em meio aos temores, Bolsonaro conversou com os ministros Moraes, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, do STF.

Notícias relacionadas