Política

Wassef diz que escondeu Queiroz por 'questões humanitárias'

Jurista se pronunciou mais uma vez sobre o caso, mesmo após deixar a defesa do parlamentar no caso que investiga esquema de rachadinhas na Alerj

[Wassef diz que escondeu Queiroz por 'questões humanitárias']
Foto : Divulgação/Polícia Civil SP

Por Matheus Simoni no dia 23 de Junho de 2020 ⋅ 07:49

O ex-advogado do senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Frederick Wassef, alegou "questões humanitárias" para ter hospedado o ex-assessor Fabrício Queiroz em um imóvel da cidade de Atibaia, em São Paulo. O jurista se pronunciou mais uma vez sobre o caso, mesmo após deixar a defesa do parlamentar no caso que investiga esquema de rachadinhas na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Em entrevista ao canal SBT, Wassef declarou que não escondeu Queiroz.

"Ele estar lá não é nenhum crime, nenhum ilícito, não é obstrução de justiça. Não há nenhuma irregularidade", disse Wassef. "(Foi) também uma questão humanitária. Porque (é) uma pessoa que está abandonada, uma pessoa sem recursos financeiros, com problemas de saúde e que o local era perto", completou.

No final de semana, Wassef havia informado à rede CNN Brasil que Queiroz estava abrigado no imóvel por fazer um tratamento urológico na Santa Casa de Bragança Paulista, cidade vizinha a Atibaia. Por isso, de acordo com o advogado, o ex-assessor esteve abrigado no local "algumas vezes".

Notícias relacionadas