Política

Presidente do Vox Populi critica auxílio emergencial de R$ 200: 'Pouco mais que nada'

O presidente Jair Bolsonaro orientou o Ministério da Economia a trabalhar uma redução escalonada do auxílio emergencial em três parcelas: R$ 500, R$ 400 e R$ 300

[Presidente do Vox Populi critica auxílio emergencial de R$ 200: 'Pouco mais que nada']
Foto : Reprodução

Por João Brandão no dia 25 de Junho de 2020 ⋅ 18:40

O presidente do instituto de pesquisa Vox Populi, Marcos Coimbra, disse, em entrevista hoje (25) à Rádio Metrópole, que a possibilidade de o auxílio emergencial ser de R$ 200 nos próximos meses "é pouco mais que nada".

"R$ 200 de auxílio por mês é pouco mais que nada. Não estou desprezando os 200 reias. É uma coisa que pode fazer diferença. Compra uma semana de mercado, mas é pouco, muito pouco", avaliou.

O presidente Jair Bolsonaro orientou o Ministério da Economia a trabalhar uma redução escalonada do auxílio emergencial em três parcelas: R$ 500, R$ 400 e R$ 300. O custo fiscal é alto, da ordem de R$ 100 bilhões, o mesmo que seria caso a proposta inicialmente apresentada pelo Congresso de renovar por duas parcelas de R$ 600 fosse à frente. Bolsonaro deve discutir essa ideia com os presidentes da Câmara e do Senado, de acordo com o jornal Valor Econômico.

Notícias relacionadas