Política

Auxílio emergencial: TCU enviará casos mais graves de irregularidades ao Ministério Público

Processo apresentado pelo ministro relator do processo expôs os dados da auditoria do TCU que identificou 620.299 auxílios emergenciais com indícios de irregularidades

[Auxílio emergencial: TCU enviará casos mais graves de irregularidades ao Ministério Público ]
Foto : Saulo Cruz/TCU

Por Luciana Freire no dia 01 de Julho de 2020 ⋅ 20:00

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu hoje (1º) encaminhar ao Ministério Público Federal (MPF) os casos mais graves de irregularidades no pagamento do auxílio emergencial do governo federal no valor de R$ 600.

De acordo o relator do processo, ministro Bruno Dantas, a lista de nomes servirá para que o MPF avalie uma possível ação penal contra pessoas que receberam o auxílio sem terem direito.

O processo apresentado pelo ministro expôs os dados da auditoria do TCU que identificou 620.299 auxílios emergenciais com indícios de irregularidades, entre os quais 134 mil servidores públicos.

Notícias relacionadas