Política

'Presidente tem comportamento tripolar', diz Major Olímpio sobre Bolsonaro

Ex-aliado, senador avalia chance de presidente fomentar golpe contra instituições democráticas: "Risco zero"

['Presidente tem comportamento tripolar', diz Major Olímpio sobre Bolsonaro]
Foto : Marcos Oliveira/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 11 de Agosto de 2020 ⋅ 10:58

Senador e ex-aliado político do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), Major Olímpio (PSL-SP) comentou a aproximação do chefe do Executivo com medidas autoritárias. Uma reportagem publicada na edição de agosto da revista Piauí deu detalhes sobre uma reunião em que o presidente Jair Bolsonaro teria falado em intervenção no Supremo Tribunal Federal (STF). Questionado por Mário Kertész hoje (11), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, o parlamentar afirmou que o risco disso ocorrer é "zero".

"Muita coisa que o presidente se expressa, que diz 'chega, porra', 'não aceito mais isso' e 'a partir de hoje, isso não acontece mais'. Isso na minha terra, eu que sou caipira de Presidente Venceslau, se chama embuste. É bravata. Ele adora dar esses arroubos de valentia que não tem nas palavras a menor concretude. Ninguém acredita mais nisso. Digo hoje ao povo baiano e brasileiro, não existe o menor interesse e possibilidade das Forças Armadas se subelevarem aos poderes constituídos com ação de força", disse Olímpio.

"Se ele for dar cumprimento a uma bravata dessa, vai ficar falando sozinho. Não arruma nem um jipe e dois soldados para pegar uma carona ao aeroporto. O Brasil, como estrutura do estado brasileiro, está consolidado. As Forças Armadas sabem o papel constitucional dela", acrescentou. 

Ainda de acordo com o senador Olímpio, Bolsonaro não cumpre o que promete ao ameaçar ministros do STF. "Gostando ou não, os poderes constituídos estão funcionando. O Congresso e o STF, que não gosto da maioria das coisas, estão funcionando. O presidente tem esse comportamento, não diria nem bipolar, é tripolar. Oito horas da manhã, ele xinga os ministros do Supremo. Quando é dez horas, ele tá dando posse ao ministro das Comunicações, junto com o presidente do Supremo, fazendo discurso e chamando de 'meu irmão', juntos pelo país", disse Major Olímpio.

Notícias relacionadas