Política

Parentes de ex de Bolsonaro retiraram R$ 2,1 milhões em mais de 4 mil saques, diz jornal

Os familiares de Ana Cristina Valle são investigados como parte de uma organização criminosa envolvida no suposto esquema de "rachadinha" no gabinete do senador Flávio Bolsonaro

[Parentes de ex de Bolsonaro retiraram R$ 2,1 milhões em mais de 4 mil saques, diz jornal]
Foto : Reprodução

Por Geovana Oliveira no dia 17 de Setembro de 2020 ⋅ 15:00

Documentos obtidos a partir da quebra do sigilo bancário de oito parentes da ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Valle, conhecida como Cristina Bolsonaro, mostram que os familiares tinham o hábito de sacar várias vezes a quantia exata de R$ 500 próximo às datas de pagamento. Entre 2007 e 2018, 4.294 operações de saque foram feitas nesse mesmo valor, somando um total de R$ 2,1 milhões.

Segundo informações do jornal O Globo, nas investigações, o Ministério Público (MP) aponta essas pessoas como parte de uma organização criminosa envolvida em um suposto esquema de "rachadinha" no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).
 
Segundo o Ministério Público, os familiares da ex-madrasta de Flávio “sacavam quase a integralidade dos salários recebidos na Alerj para repassar os valores em espécie a outros integrantes da organização criminosa”.
 

Notícias relacionadas