Política

Justiça bloqueia bens de João Doria por ação de improbidade administrativa

Decisão veio após ação do Ministério Público de São Paulo

[Justiça bloqueia bens de João Doria por ação de improbidade administrativa]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2020 ⋅ 12:37

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo determinou, por meio de liminar, o bloqueio dos bens do governador João Doria (PSDB), devido a uma ação civil que aponta improbidade administrativa. Segundo o UOL, o Ministério Público de São Paulo alega que durante seu mandato como prefeito da cidade de São Paulo, Doria usou R$ 29 milhões de forma inadequada.

Segundo o MP, o valor era destinado para Doria fazer propaganda do programa "Asfalto Novo", mas o então prefeito usou a verba para fazer propaganda de si mesmo. Pouco depois, ele saiu do cargo de prefeito e virou candidato a governador.

"O demandado João Doria utilizou de programas de governo, especificamente o 'Asfalto Novo', para a sua promoção pessoal. Enquanto exercia o cargo de prefeito utilizou o demandado de verbas públicas para realização de publicidade de caráter pessoal, sem qualquer propósito institucional ou de cunho educativo", sustentou o promotor de Justiça Nélson Luís Sampaio de Andrade no pedido do MP.

O Tribunal de Justiça não puniu a agência que fez as propagandas, Lua Propaganda. A decisão bloqueou apenas os bens de João Doria.

Notícias relacionadas