Política

Chico Rodrigues amplia licença de 90 para 121 dias

Ex-vice-líder do governo Bolsonaro foi pego com R$ 33 mil na cueca na semana passada; partidos acionaram o Conselho de Ética

[Chico Rodrigues amplia licença de 90 para 121 dias ]
Foto : Edilson Rodrigues/Agência Senado

Por Geovana Oliveira no dia 20 de Outubro de 2020 ⋅ 14:30

Após pedir um afastamento de 90 dias do Senado na manhã de hoje (20), o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) protocolou uma retificação alterando a licença para 121 dias. O ex-vice-líder do governo Bolsonaro foi pego com R$ 33 mil na cueca na semana passada, em operação da Polícia Federal.

Segundo informações da coluna de Bela Megale, no jornal O Globo, o novo pedido aconteceu após Rodrigues ser informado de que, em uma reunião de líderes do Senado, foi acertado que eles só aceitariam o afastamento de 121 dias. A avaliação do grupo é que menos tempo que isso ainda traria desgastes para a Casa.

Durante a licença, quem deve assumir o mandato é o filho do parlamentar, o primeiro suplente Pedro Arthur Ferreira Rodrigues.

Na última sexta-feira (16), a Rede Sustentabilidade e o partido Cidadania entraram com pedido no Conselho de Ética para a cassação do mandato do senador. O Presidente do Conselho de Ética do Senado, Jayme Campos, no entanto, sugeriu ontem (19) que o senador se licenciasse por 121 dias. 
 

Notícias relacionadas