Política

Bacelar diz que prefeitura teve atitude mesquinha em retirar auxílio de professores; Reis evita embate

Vice-prefeito disse que gestão garantiu melhores condições para os professores da rede municipal

[Bacelar diz que prefeitura teve atitude mesquinha em retirar auxílio de professores; Reis evita embate]
Foto : Ascom/TVE/Iderb

Por Matheus Simoni e João Brandão no dia 24 de Outubro de 2020 ⋅ 19:41

O candidato a prefeito de Salvador pelo Podemos, Bacelar, atacou mais uma vez a atual administração municipal ao acusar a prefeitura de retirar o auxílio-alimentação dos professores. Bruno Reis, postulante governista, evitou o embate com o ex-secretário de Educação da capital baiana.

“Prefeitura é inimiga dos servidores, é inimiga dos professores. Há seis anos não dão aumento aos professores. A perseguição não deixa os professores se aposentar.  Com atitude mesquinha retiraram auxílio-alimentação de 200 reais. Prefeito ACM Neto, você acha que na pandemia professor não come?”, questionou.

Reis preferiu não responder diretamente, e elencou feitos na área pela gestão. “Foi na nossa gestão que implantamos o plano de cargo aos professores. Todas as conquistas motivamos os professores. Temos muito desafio. Universalizamos o acesso a pré-escola. Fomos agora melhorar na qualidade da educação”, pontuou.

Notícias relacionadas