Política

Hilton relembra caso Pierre Bourdieu em provocação a Bacelar

Candidato tentou direito de resposta, mas a emissora não concedeu

[Hilton relembra caso Pierre Bourdieu em provocação a Bacelar]
Foto : Ascom/TVE/Iderb

Por Matheus Simoni e João Brandão no dia 24 de Outubro de 2020 ⋅ 20:31

O candidato a prefeito pelo PSOL, Hilton Coelho, relembrou, durante debate na TVE, o caso da Fundação Pierre Bourdieu, que Bacelar, postulante ao Palácio Thomé de Souza pelo Podemos, foi alvo de uma ação de improbidade administrativa na 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador. Bacelar tentou direito de resposta, mas a emissora não concedeu.

O deputado federal era o titular da Secretaria Municipal de Educação, entre 2011 e 2012, época em que a prefeitura celebrou quatro convênios com a instituição, por meio da Universidade do Estado da Bahia, no valor aproximado de R$ 65,4 milhões – valor indicado para ressarcimento aos cofres públicos. De acordo com a denúncia da promotoria, foram repassados “sem observância das formalidades legais” mais de R$ 120,3 mil à ONG, classificada como “desprovida de qualquer qualificação técnica”.

Em 2018, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) apontou crime de “enriquecimento ilícito” e pediu à Justiça, na época, “a aplicação das sanções de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, multa, além do ressarcimento dos valores desviados”.

Notícias relacionadas