Política

Debate nas redes sociais entre candidatos de SP é agressivo e demanda cautela com fake news

Candidatos à prefeitura se defendem de declarações difamatórias e propostas imprecisas ou contestáveis compartilhadas por artilharia adversária

[Debate nas redes sociais entre candidatos de SP é agressivo e demanda cautela com fake news]
Foto : Kelly Fuzaro/Band

Por Adele Robichez no dia 20 de Novembro de 2020 ⋅ 10:40

Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL), candidatos à prefeitura de São Paulo, estão sendo atacados com informações imprecisas ou contestáveis por artilharia adversária nas redes sociais. De acordo com um levantamento do jornal Folha de S. Paulo, os dois políticos que disputam o segundo turno da corrida pela capital paulista levaram a batalha eleitoral para o campo da internet. 

Contra Covas, surgiram foto dele ao lado de Bolsonaro, atual presidente do Brasil; uma montagem onde aparece o avô do candidato ao lado do ex-presidente Lula; e montagem de um rosto metade João Doria (PSDB), governador de São Paulo e metade a dele, como se fossem apenas um. Em resposta aos memes, piadas e críticas que surgiram após a divulgação dessas imagens e publicações, o coordenador da campanha de Covas, Felipe Soutello, disse que reparou "um comportamento agressivo dos seus adversários nas redes sociais” e acredita que publicações foram divulgadas por parlamentares do PSOL, partido do candidato da oposição.

Boulos também foi vítima de difamações nas redes sociais e, de acordo com Josué Rocha, coordenador da campanha do candidato, ele também tem sido vítima de fake news. Foram amplamente divulgados memes que o relacionam com invasões de propriedades, por exemplo. “Temos preocupação com o efeito nocivo que as notícias falsas podem ter para a democracia, uma vez que já ficou comprovado em 2018 seu alto potencial de interferir no resultado das eleições”, disse o coordenador.

Notícias relacionadas