Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 21 de junho de 2024

Home

/

Notícias

/

Rádio Metropole

/

"Uma em cada 100 crianças têm cardiopatia congénita", diz médica cardiopediatra do Martagão Gesteira

Rádio Metropole

"Uma em cada 100 crianças têm cardiopatia congénita", diz médica cardiopediatra do Martagão Gesteira

V Jantar do Bem do Martagão Gesteira arrecadará fundos para cirurgias de crianças que sofrem com cardiopatias congénitas atendidas pela hospital

"Uma em cada 100 crianças têm cardiopatia congénita", diz médica cardiopediatra do Martagão Gesteira

Foto: Reprodução/Youtube

Por: Metro1 no dia 21 de maio de 2024 às 19:13

Uma em cada 100 crianças possuem algum tipo de cardiopatia congênita. O dado foi explicado pela médica Mila Simões, Coordenadora da Cardiopediatria do Hospital Martagão Gesteira, em Salvador. A médica também explicou a importância do diagnóstico precoce para um tratamento mais eficaz.

“Uma em cada 100 crianças têm algum tipo de cardiopatia congênita, é muito frequente, e o diagnóstico precoce é fundamental. A gente tem uma defasagem muito grande desse diagnóstico,  as crianças acabam chegando para gente muito tarde”, explicou.

A médica também explicou as maneiras de identificar se a criança possui ou não a cardiopatia congênita.

“O ideal seria que todas as gestantes realizessem o ecocardiograma fetal. Hoje o ecocardiograma no SUS é bem incipiente(...) Então a grande maioria das gestantes não recebe o diagnóstico intra-útero. O bebê acaba nascendo, passando mal e aí com os sintomas que ele vai apresentar, ele vai com a suspeita para um cardiologista”, completou.

Mila revelou como funciona a atuação do Martagão no tratamento das crianças e adolescentes que possuem algum tipo de cardiopatia.

“O Martagão é responsável por mais de 40% das cirurgias cardíacas realizadas no estado da Bahia. Nosso hospital é totalmente SUS, filantrópico, e a gente consegue abraçar as crianças entre zero e 16 anos que são portadoras de cardiopatias congênitas e adquiridas e oferecer esse tratamento e essa qualidade de vida. 

O Martagão Gesteira realiza cerca de 250 cirurgias de cardiopatias congênitas por ano. No próximo 23 de maio, a arte de Menelaw Sete vai se unir à música de Thiago Arancam e à gastronomia do Grupo Origem, dos chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca, para uma noite de gala em prol do Hospital Martagão Gesteira. O V Jantar do Bem, evento que já faz parte do calendário baiano, será realizado na Chácara Baluarte e arrecadará recursos para a instituição filantrópica que atende crianças e adolescentes de todo o estado.