Saúde

Salvador tem 21 casos de febre amarela em investigação: 'surto epidemiológico'

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou nesta quarta-feira (29) que, além dos 4 casos confirmados de macacos que morreram por febre amarela, 21 registros estão sendo investigados em Salvador. O período para que o disgnóstico seja concluído é de 15 a 20 dias. [Leia mais...]

[Salvador tem 21 casos de febre amarela em investigação: 'surto epidemiológico']
Foto : André Borges/Agência Brasília

Por Laura Lorenzo no dia 29 de Março de 2017 ⋅ 16:40

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou nesta quarta-feira (29) que, além dos 4 casos confirmados de macacos que morreram por febre amarela, 21 registros estão sendo investigados em Salvador. O período para que o disgnóstico seja concluído é de 15 a 20 dias. De acordo com apuração do Metro1, os casos dos primatas mortos na capital baiana tem sido tratado internamente como surto epidemiológico (que é caracterizado por área e tempo de infecção limitados).

Os casos investigados foram registrados nos Distrito Sanitário do Suburbio Ferroviario, de Brotas e da Barra/Rio Vermelho. Os animais infectados foram encontrados nos dias 10, 14 e 15 deste mês. De acordo com a subcoordenadora do setor de imunização da SMS, nenhum caso suspeito em humanos foi notificado. 

A vacinação contra a doença começa nesta quinta-feira (30) em 18 unidades, com funcionamento de segunda a sexta, das 8h às 17h, em 11 distritos. A localidade que receberá maior atenção será a Vila Laura, onde foi registado o primeiro caso confirmado.

Notícias relacionadas