Saúde

Com Ufob e Uesc, rede de universidades brasileiras pretende dobrar número de testes para Covid-19

Diagnósticos de coronavírus podem chegar a 100 mil por mês nos laboratórios das instituições públicas

[Com Ufob e Uesc, rede de universidades brasileiras pretende dobrar número de testes para Covid-19]
Foto : Fernando Vivas/GOVBA

Por Lara Curcino no dia 24 de Junho de 2020 ⋅ 06:59

Doze universidades federais, entre elas a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), além da Estadual de Santa Cruz (Uesc), que já adaptaram seus laboratórios para funcionar como centros de diagnóstico de testes de coronavírus, planejam dobrar sua capacidade de realizar procedimentos, chegando a 100 mil por mês. 

Além das instituições baianas, participam a UFF, UFPB, UFPE, UFG, Unifesp, UFSM, UFMS, UFRJ, Ufam,  e a UFPR. A expectativa é de que o projeto seja encomendado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. 

A proposta foi analisada ontem (23) pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que deve destinar cerca de R$ 32,5 milhões à iniciativa. 

Notícias relacionadas