Air Europa
RSS Facebook Twitter
Blog de Mário

por Mário Kértesz no dia 12 de Fev de 2014 às 20:57 em Cultura

comentários

Fafá de Belem: Extraordinária entrevista.
Foto: Divulgação
Eu acho que nos 19 anos no radio, já fiz bem mais de mil entrevistas. Cheguei a pensar em lançar um livro com as melhores delas, mas acabei desistindo.
Gosto muito de entrevistar e aprendo muito com meus entrevistados. Recebo dicas de filmes, livros, musicas, além de me divertir com o humor que acaba por acontecer e que se tornou uma marca registrada da Metrópole. Mas hoje eu quero destacar a entrevista que fiz com Fafá de Belem. Uma hora, sem intervalo e ouvi uma mulher inteligente, lúcida, conhecedora do Brasil, comprometida com nossa vida, mais um humor maravilhoso e uma risada contagiante.
Recomendo firmemente que vocês acessem essa entrevista.
Riam, aprendam, e sintam como cada um de nós temos a ver com nosso país.

comentários

por MárioKertész no dia 08 de Fev de 2014 às 11:54 em Política

comentários

Pérolas pescadas no Bahia em Pauta de hoje e que servem para o momento de ACM Neto.
Foto: Divulgação
Rodrigo Lacerda, neto de Carlos Lacerda, jornalista e importante politico do século passado, em seu livro "Republica das Abelhas", com quem fiz uma ótima (por conta dele e do tema) traz duas citações de CL que servem como uma luva para o momento que vive o prefeito ACM Neto. 
Alem da crise do IPTU, tem a eleição para governador e a escolha do candidato das oposições. Ambas, situações que exigem determinação do líder e firmeza de quem está a frente do processo. 
Vamos as citações:
Carlos Lacerda assinala que o líder deve acreditar em si próprio como o Padre Vieira acreditava no Evangelho. Confiante em que o acerto do conjunto se sobrepõe às passagens de argumentos frágeis.E,
"O falso líder é fácil de achar. Ele não erra, porque não age. É o estadista do óbvio"
Parece até que ele se inspirou em Nelson Rodrigues!

comentários

por Mário Kértesz no dia 08 de Fev de 2014 às 11:33 em Cultura

comentários

Todos os dias, religiosamente, leio o Portal Bahiaempauta.com.br do jornalista e amigo Vitor Hugo Soares. E explico:
nesses tempos de ignorancia, burrice, prepotencia e outras, o portal dele é um oásis no deserto.
Sou admirador de VHS há muito tempo. Sinto ser  seu amigo,  embora, lamentavelmente, não tenha quase nenhuma convivência com ele.
Me emociono com a forma com que ele homenageia a companheira de tantos anos; como ele trata amigos californianos; como ele abre espaço generosos para quem merece. 
Todos os sábados espero seu artigos semanal. Antes na Tribuna da Bahia, agora no seu portal ou no Blog de Noblat.
No Bahia em Pauta ouço e vejo a interpretação de musicas maravilhosas. Leio muitas coisas publicadas em jornais, sites blogs, sempre com a generosidade de quem não busca brilho falso.
E, para não ficar falando mais, leiam o artigo deste sábado de verão, mas com tempo bem feio:

ARTIGO DA SEMANA

Brasil 40 Graus e A República das Abelhas

Vitor Hugo Soares

Quando a temperatura sobe ao mesmo tempo - meteorológica e politicamente falando - neste começo de verão brasileiro, carregado de eletricidade, raios, apagões e fatos estranhos, que explodem em série e com avassaladora rapidez, nada como ter um bom livro na cabeceira, ao alcance das mãos e dos olhos.

Melhor ainda se for algo como "Carlos Lacerda: A República das Abelhas", o recém-lançado romance histórico de Rodrigo Lacerda. Uma daquelas leituras alentadas, atraentes, bem escritas e de impressionante atualidade e qualidade literária, cuja narrativa atravessa séculos sem cansar o leitor. Ao contrário: ajuda a enfrentar e até entender um pouco melhor e com a dose indispensável de humor, esta geléia do Brasil 40 graus deste começo de 2014, ano de eleições quase gerais, a começar pela sucessão presidencial.

Assim fica mais fácil, também, suportar o repuxo jornalístico, político e emocional de uma semana do tipo desta que estamos passando.

Vale registros pontuais dos fatos, para contextualizar esta salada tropical para dias de calor e chapa quente:

1 - Novo apagão elétrico na região Sudeste (e praticamente as mesmas desencontradas e complacentes explicações oficiais, em especial as do indefectível ministro Edison Lobão. Não faltou nem a velha "culpa do raio" no desligamento da rede, apesar da presidente Dilma Rousseff, uma especialista no assunto, afirmar reiteradamente que a nossa rede elétrica é protegida e imune contra este tipo de fenômeno natural e comum em praticamente todas as regiões do país. Em quem acreditar?

2- A médica cubana, Ramona Rodriguez, do programa "Mais Médicos", do governo federal, afirma ter sido enganada na assinatura de seu contrato de trabalho. Com medo da Polícia Federal, foge do Pará, se abriga no gabinete do deputado Ronaldo Caiado, do DEM, no Congresso, em Brasília. Pede asilo no País e anuncia ação trabalhista em defesa de seus direitos sonegados. Embate político e diplomático dos mais quentes à vista em ano eleitoral. Dê no que der, está aberto um buraco sem tamanho na credibilidade do programa na área de saúde, no qual o governo petista de Dilma aposta as suas melhores fichas.

3- O ministro presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, relator do processo do Mensalão, retornou de viagem e adotou, sem demora, providências que deveriam ter sido tomadas pelos substitutos eventuais em sua ausência (os ministros Carmem Lúcia e Ricardo Lewandowski): assinou a ordem de prisão do ex-deputado e ex-presidente da Câmara, João Paulo Cunha, condenado por corrupção. Este se entregou na Polícia Federal e está recolhido no presídio da Papuda. Simples assim, como deve ser nos regimes de justiça e democracia plenas.

4- A espetacular, inteligente e bem sucedida investigação multinacional (Brasil, Argentina, Espanha e Itália), que culminou com a surpreendente prisão na cidade italiana de Modena, de Henrique Pizzolato, único condenado fugitivo do processo do Mensalão. Foi preso com passaporte e outros documentos falsificados, do irmão morto há mais de 30 anos, e 15 mil euros em dinheiro vivo. Longo e largo fio de meada, que pode conduzir a muitas falcatruas mais do ex-diretor de Marketing do BB, e de outros próximos a ele, como se suspeita na polícia.

Se tudo isso não bastasse, tivemos ainda duas imagens marcantes e sintomáticas do Brasil destes dias temerários: o punho cerrado e levantado da bravata infantil e provocadora do deputado André Vargas (petista vice-presidente da Câmara), na desafortunada encenação (para usar uma expressão do gaúcho Leonel Brizola) ao lado do ministro Joaquim Barbosa. O simbólico gesto comunista de resistência política e ideológica, no passado, transformado em ato patético e lamentável de apoio e solidariedade a condenados por crimes de corrupção. Uma lástima, de repercussão internacional.

Agora um breve interlúdio.

Para falar de "Carlos Lacerda: A República das Abelhas", livro referido no início deste artigo, que tenho lido, avidamente, nestes dias de Brasil 40 graus. No atraente e comovedor romance histórico de Rodrigo Lacerda, é o avô do autor, Carlos, que morto e enterrado, conta os bastidores da história pessoal de um dos mais controvertidos e brilhantes políticos do seu tempo, da história da sua família e do País.

Da Primeira República à morte de Getúlio, em agosto de 1954, misturam-se incríveis personagens familiares: republicanos, abolicionistas, liberais, socialistas, comunistas. "Explosivos, admirados, idealistas e destruidores sistemáticos, eles formam esta República das Abelhas", brilhantemente descrita por Rodrigo.

Mais não digo, para não estragar o prazer da leitura de um livro que recomendo com entusiasmo. Destaco apenas, a título de aperitivo, o trecho em que o personagem central do romance assinala que o líder deve acreditar em si próprio como o Padre Vieira acreditava no Evangelho. Confiante em que o acerto do conjunto se sobrepõe às passagens de argumentos frágeis.

"O falso líder é fácil de achar. Ele não erra, porque não age. É o estadista do óbvio", ensina o personagem da "República das Abelhas". Mais não digo, nem comento, a não ser que o livro de Rodrigo Lacerda ensina muito mais e é muito agradável de ler. Confira.

Vitor Hugo Soares, jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail: vitor_soares1@terra.com.br

comentários

por Mário Kértesz no dia 05 de Fev de 2014 às 14:34 em Política

comentários

Paulo Souto, quem diria quer acabar com sua historia política?
Foto: Metropress
As coisas na politica aqui na Bahia parece que mudaram. Eu vivi nesse meio muito tempo, alias, no tempo em que a palavra era coisa de valor. Hoje, o que se diz sentado não se reafirma quando em pé.
Confesso que é com tristeza que acompanho o recente comportamento do ex governador Paulo Souto. Antes de tudo, quero dizer que considero que ele tenha sido um bom governador. Não era de muito conversar, nem de grandes atenções. Esta parte ficava para seu padrinho ACM, o original.
Depois de negar, com ênfase, que não queria ser candidato a governador da Bahia, muda de ideia e deixa o prefeito Neto em situação complicada.
Mais, ele e a turma do DEM, muitos dos quais viuvas do extinto carlismo, passaram a divulgar em mídias "amigas" a falsa noticia de que está no páreo e vai coordenar a campanha das oposições no estado.
Espanto me dá ver a luta pelo poder fazer com que as pessoas se esqueçam dos deveres mínimos com suas historias de vida.
Cabe agora a Neto mostrar que herdou a firmeza de caráter de ACM, o original e manter sua palavra, definindo logo seu caminho.
Antes, muito antes do tardio carnaval deste ano de 2014.

comentários

por Mário Kértesz no dia 05 de Fev de 2014 às 09:46 em Política

comentários

Queriam cobrar taxa de lixo dos isentos, ou foi barbeiragem da Prefeitura?
Foto: Metropress
O aumento no IPTU e a isenção de pagamento da taxa do lixo foram alvos do meu comentário durante o Jornal da Bahia no Ar, na manhã desta quarta-feira (5). "A gente vive no meio de trapalhadas. Se eu tivesse sido eleito, também daria o aumento, acho que a cidade precisa. Mas, eu também vi o prefeito ACM Neto encher a boca e dizer que mais de 200 mil contribuintes estariam isentos do IPTU. Só que não foi isso que aconteceu. Ou a lei foi mal feita ou isso foi premeditado pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo".
"Só que a grita foi enorme e obrigou o prefeito a mandar uma nova lei para a Câmara Municipal, que aprovou no segundo dia de funcionamento, apressadamente, para isentar esses imóveis. Se é para desfazer, por que fez? É preciso que a administração do prefeito pare de correr atrás de holofotes, para tudo tem que ter uma entrevista coletiva. A primeira obra inaugurada com pompa e circunstância pela nova administração foi a Rua Nilo Peçanha, depois de 30 dias ficou toda esburacada", completou.

Falei também sobre o apagão que aconteceu ontem nas regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste, além da prisão do deputado federal João Paulo Cunha (PT).

comentários

por Mário Kértesz no dia 03 de Fev de 2014 às 18:31 em Política

comentários

Geddel Vieira Lima será o candidato das oposições ao governo do Estado; conheça os detalhes até a definição do nome
Foto: Montagem/ Metropress
O apresentador Mário Kertész detalhou, em um comentário no Jornal da Cidade 2º Edição desta segunda-feira (3), as conversas e reuniões que levaram à escolha do nome do ex-ministro e presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, para ser o candidato das oposições do governo do estado nas eleições deste ano.
"O candidato das oposições ao governo da Bahia este ano já foi escolhido e chama-se Geddel Vieira Lima (PMDB)", afirmou MK ao iniciar o relato. "Tentando encerrar o processo de escolha até 31 de janeiro, como havia falado que gostaria de fazer, na segunda-feira da semana passada, o prefeito ACM Neto chamou o ex-governador Paulo Souto (DEM) para uma conversa, e perguntou a ele se queria ser o candidato ao governo", disse Mário. "Paulo [Souto] peremptoriamente respondeu ao prefeito 'não, eu não quero'".
Mário então descreve os passos tomados a partir da definição do ex-governador. "Com a negativa de Paulo Souto, no mesmo dia, o prefeito liga para o ex-ministro da integração nacional e presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, e diz que Paulo Souto não seria o candidato, que ele então seria o escolhido para representar a oposição". O prefeito ACM Neto agendou um encontro com Geddel na sexta-feira (31) para discutir os detalhes e composição da chapa majoritária. A partir da definição, Geddel começa a trabalhar como pré-candidato, inclusive comunicando o fato ao diretório nacional do PMDB.
Um dia antes do encontro com Geddel, o prefeito é abordado pelo deputado estadual Paulo Az (DEM), pedindo que ele recebesse Paulo Souto para uma nova conversa sobre sucessão. Assim aconteceu. E, segundo MK, Paulo Souto chegou, depois de tudo o que havia passado, e disse: "Neto, se não for lhe causar nenhum inconveniente, nenhum embaraço, eu gostaria de voltar a ter o meu nome cogitado para ser candidato a governador", relatou. Depois de tudo o que havia acontecido, a situação ficou delicada, muito delicada, e o próprio prefeito foi franco com Paulo Souto. "Agora a situação já está complicada. Mas, de qualquer jeito, eu vou conversar com Geddel, porque tenho encontro já marcado com ele para discutir a composição da chapa, do resto da chapa", disse, segundo MK.

No dia seguinte, ele se encontra com Geddel, relata isso ao ex-ministro e Geddel reafirma que já é candidato a governador, e que Paulo Souto teve todas as chances, expressas, por ele inclusive, por diversas vezes, já que Geddel falou em várias oportunidades que apoiaria o nome do Democrata, caso ele fosse escolhido. "Isto posto, está definido o candidato que vai representar as oposições, Geddel Vieira Lima. Temos então 3 candidatos à sucesso de Jaques Wagner: Lídice da Mata (PSB), Rui Costa (PT) e Geddel Vieira Lima (PMDB)", finalizou MK.

Ouça abaixo o comentário completo. 
 
Áudio

comentários

por Mário Kértesz no dia 02 de Fev de 2014 às 18:44 em Cultura

comentários

A Menina Que Roubava Livros: Excelente filme
Foto: Divulgação
Fui ver esse excelente filme. Não tinha lido o livro. Fui sem grandes informações. Adorei ver. Emocionante que me levou a lagrimas inúmeras vezes.
Durante a Segunda Guerra Mundial, uma jovem garota chamada Liesel Meminger (Sophie Nélisse) sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo (Geoffrey Rush), ela aprende a ler e partilhar livros com seus amigos, incluindo um homem judeu (Ben Schnetzer) que vive na clandestinidade em sua casa. Enquanto não está lendo ou estudando, ela realiza algumas tarefas para a mãe (Emily Watson) e brinca com a amigo Rudy (Nico Liersch).
Recomendo com grande entusiasmo!

comentários

por Mário Kértesz no dia 02 de Fev de 2014 às 18:38 em Política

comentários

Nem Tico, Nem Taco: Oposições só definem chapa depois do carnaval!
Foto: Metropress
Correndo o risco de só chegarem desunidas e depois da semana santa, do encontro entre ACM Neto e Geddel Viera Lima não saiu nenhuma definição sobre a tal chapa das oposições para concorrer a eleição de outubro.
Haja paciencia!
Enquanto isso Rui Costa, candidato do governo, nada de braçada e solto.

comentários

por Mário Kértesz no dia 02 de Fev de 2014 às 18:33 em Cultura

comentários

Morte de um grande ator ainda jovem. Lamento profundamente!
Foto: Reprodução

O ator Philip Seymour Hoffman foi encontrado morto aos 46 anos, no banheiro de seu apartamento em Nova York, neste domingo.  Ele ganhou o Oscar de Melhor Ator por "Capote", em 2006, e foi indicado na premiação outras três vezes. A notícia foi divulgada em primeira mão pelo jornal "Wall Street Journal".

Ele esteve internado em uma clínica de reabilitação no ano passado por dependência de heroína, após uma recaída. Em 2006, durante entrevista ao programa "60 Minutes", da CNN, relatou sua relação com as drogas. "Já gostei de tudo", comentou. Segundo o site TMZ, ele também esteve internado em janeiro.

Ator fantastico, admirei sempre seu trabalho e lamento muito sua morte.

comentários

por Mário Kértesz no dia 31 de Jan de 2014 às 15:47 em Política

comentários

Neto e Geddel: será que hoje o candidato das oposições ao governo é anunciado?
Foto: Divulgação
O prefeito ACM Neto convidou o ex-ministro da Integração Nacional e presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, para uma reunião nesta sexta-feira (31), às 16h30. O prefeito já tinha dado sinais de que poderia definir o candidato das oposições ao governo do Estado até o fim deste mês. Porém, como não falou mais no assunto, fez parecer que empurraria mesmo a decisão para "depois do Carnaval". 
Geddel Vieira Lima já deu declarações afirmando que, se não for o candidato das oposições a governador, não concorrerá a qualquer outro cargo na chapa majoritária e disputará uma vaga de deputado estadual.  

comentários

por Mário Kértesz no dia 31 de Jan de 2014 às 15:37 em Política

comentários

Familia Danada
Foto: Divulgação

O nome João Carlos Bacelar, por coincidência de um deputado estadual e outro federal, primos e homônimos, parece não estar em uma boa fase. O estadual foi demitido da Secretaria da Educação de Salvador por pesadas acu- sações, inclusive ligadas a uma tal orga- nização Pierre Bourdieu, e agora vai se ver com a justiça eleitoral. O federal, que se abancou na Secretaria de Turismo do Estado, responde a alguns processos e escapa de outros. 

Eita família danada! 

comentários

por Mário Kértesz no dia 31 de Jan de 2014 às 11:48 em Noticias

comentários

Lembranças do Passado, antes que o Alzehimer me pegue
Foto: Divulgação

No 1o governo de Antonio Carlos Magalhães (1971/ 1975), a estrutura de Estado se deslocava para despachar do interior. Certa feita, o destino foi Irecê e houve um jantar. Mas, a maionese pregou uma peça. A equipe estava em vários aviões

de pequeno porte, e o sistema de rádio avisa que o avião do governador faria um pouso não programado. Todos acompanharam, acreditando tratar-se de um problema técnico. Que nada! O chefe da Casa Civil, José Augusto Tourinho Dantas, teve uma avassalado- ra dor de barriga e fez um estrago. Desembarcamos e nos deparamos com Antonio Carlos se abanando e gritando aos quatro ventos: "Gute borrou o avião todo, o cheiro está insuportável. Ele tá todo borrado!". 

comentários

por Mário Kértesz no dia 31 de Jan de 2014 às 08:40 em Noticias

comentários

Eleição da Federação das Industrias da Bahia pegou fogo!
Foto: Marcelo Kertesz

Eu já havia informado que a eleição da Federação das Indústrias da Bahia seria disputada palmo a palmo. Por trás dela, em campos opostos, os dois maiores empresários baianos. E, de quebra, ou para quebrar mesmo, o governo do estado entrou e o resultado foi o visto, que o diga o secretário James Martins.

O presidente derrotado, José Mascarenhas, declarou que a eleição não acabou. Outros capítulos virão e o mandato dele vai até 29 de março. 

comentários

por Mário Kértesz no dia 30 de Jan de 2014 às 16:30 em Noticias

comentários

Voltando ao trabalho: Será que Marcelo Nilo quer abusar do ridículo!
Foto: Metropress
Depois de um recesso grande volto ao blog com o sentimento de que a luta pelo poder cega alguns e leva ao ridículo outros. Refiro a Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia pela quarta vez.
Entrevistado por mim, Marcelo disse textualmente que não aceitaria ser candidato a vice governador, cargo que não tinha tinta na caneta, palavras textuais dele.
Expressão infeliz que mostra a relação dele com o poder. Tinta para nomear, favorecer ou sabe se lá o que.
Ele chegou a dizer que se não fosse o escolhido de Wagner como candidato a governador, iria como candidato independente pelo seu partido, o PDT.
Nada disso. Escolhido Rui Costa, sai Marcelo Nilo em desabalada corrida em busca de apoios para forçar a sua escolha como candidato a vice governador.
Ridículo é pouco.
Lamentável.

comentários

por Mário Kértesz no dia 09 de Dez de 2013 às 12:07 em Mundo

comentários

Confesso minha enorme tristeza com a morte de Nelson Mandela
Foto: Divulgação
Não é fácil falar sobre a morte de alguém tão importante para nossas vidas, sem cair nos velhos clichês de sempre.
Leitor assiduo do portal Bahiaempauta do grande jornalista e ser humano, Vitor Hugo Soares, li um trecho do que falou o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. Ele diz tudo.
Leiam:

 "A morte de Nelson Mandela torna o mundo mais pobre de referências de coragem, dignidade e obstinação na defesa das causas justas". Em seguida, destaca que a vida altiva do morto "traduziu o sentido maior da existência humana".

E conclui, o presidente da suprema corte de justiça brasileira, a sua mensagem, seguramente destinada a ser anotada agora, guardada em lugar de destaque, e lembrada sempre: "Seu nome (Nelson Mandela) permanecerá como sinônimo de esperança para todas as vítimas de injustiça em qualquer parte do mundo".

comentários

Página 1 de 144
BUSCA
Rádio Metrópole
escute ao vivo Escute pelo Media Player Escute pelo Itunes
Seta Jornal do Meio-Dia 12h00 às 13h00
MK ENTREVISTA
29/10/2014
Acm Neto
Prefeito de Salvador
28/10/2014
Rui Costa
Governador eleito da Bahia
27/10/2014
Nelson Pelegrino
Deputado Federal
NEWSLETTER
Grupo Metrópole
© Copyright 2013 Rádio Metrópole - Em Salvador, ouça a Rádio Metrópole 101.3 FM e 1290 AM Telefone: 71 3505 5000 | Fax: 71 3505 5040