Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Home

/

Artigos

/

Vai chover pingos de calor

Vai chover pingos de calor

Quem tiver acreditando que irá morar com Elon Musk em Marte, é bom tirar o cavalinho elétrico da chuva

Vai chover pingos de calor

Foto: Reprodução

Por: James Martins no dia 18 de abril de 2024 às 00:26

Pensei até que fosse a menopausa, a andropausa ou qualquer outro fenômeno da idade chegando. Mas logo percebi que a sensação de calor absurdo está em todo mundo, inclusive bebês. Até os sacizeiros estão se queixando. E o que mais assusta é ainda ser pertinente escrever este artigo depois das águas de março fecharem o verão, em pleno abril, em pleno outono. Que calor é esse?!? Confesso que, particularmente, não me lembro de já ter sentido outro assim tão insistente, tão opressivo, tão abafado. Falei em susto e espanto e é muito espantoso o fato de que chove, chove, chove… e faz calor. Durante a tempestade e continua quente. A gente toma banho e sua ao mesmo tempo. Achei também que fosse particularidade de Salvador, mas tá assim no Brasil inteiro. Disse Brasil e já corrijo, essa onda de calor é um fenômeno mundial que só reforça a impressão de que estamos vivendo o fim dos tempos, encarnando a realização de todas as piores profecias.

Escolha uma. Por exemplo, o Apocalipse. Está escrito: “O quarto derramou a sua taça sobre o sol. Foi-lhe permitido queimar os homens com fogo. Os homens foram queimados com grande calor, e eles blasfemaram o nome de Deus, que tinha poder sobre essas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória”. Religião à parte, estamos blasfemando a face da terra e o profundo das águas com uma sanha terrível, derrubando as florestas e poluindo tudo em nome de uma noção deturpada de progresso e conforto. E, ao que parece, nem o calor infernal vem sendo capaz de criar o necessário arrependimento e a necessária redesignação de nossa forma de viver. Ultimamente, dei para cantar assim aquele sucesso de Paulo Diniz, em um tom desnecessariamente profético: “Vamos ser outra vez nós dois? Vai chover pingos de calor”.

Quem tiver acreditando que irá morar com Elon Musk em Marte, é bom tirar o cavalinho elétrico da chuva. Eu poderia citar dados e mais dados tenebrosos, mencionar o alerta da ONU, mas nem é preciso. O calor tá aí, só não sente quem não quer. Ou pior: não existe essa opção. Podiamos, pelo menos, deixar de derrubar a floresta tropical ao redor da cidade, para fazer condomínios, e restaurar a moradia no centro da cidade, onde um sem números de edifícios estão desabando. Mas, nem isso a gente faz. Queima!