Sexta-feira, 03 de dezembro de 2021

Bahia

“Kézia queria terminar o namoro”, diz irmão de vítima de feminicídio no Rio Vermelho

Segundo a família, Kézia Stefany da Silva Ribeiro já havia sido impedida de voltar à Feira de Santana pelo ex-namorado

“Kézia queria terminar o namoro”, diz irmão de vítima de feminicídio no Rio Vermelho

Foto: Reprodução

Por: Gabriel Amorim no dia 19 de outubro de 2021 às 08:58

A família de  Kézia Stefany da Silva Ribeiro, 21 anos, vítima de feminicídio no Rio Vermelho, lamenta que a jovem não tenha conseguido terminar o relacionamento com o advogado José Luiz de Britto Meira Júnior. Segundo Mateus Souza, irmão de Kézia, a jovem já relatava a vontade de terminar o namoro. “Ela me disse mais de uma vez que queria se sair desse cara, que ele era ciumento, possessivo, agressivo. Ela já queria terminar”, conta Mateus.

Segundo o jovem, a irmã chegou a colocar um ponto final no relacionamento em mais de uma ocasião, mas sempre retomava a relação. “Ela era jovem, não via maldade nas pessoas, e ele tinha mais idade do que ela. Quando terminava, vinha com conversa bonita, dizendo que ia mudar, e eles acabavam voltando”, lembra.

Mateus se recorda, ainda, de episódios em que presenciou o perfil agressivo do suspeito. “Quando ele veio com ela pra Feira, tinha que acompanhar ela pra todos os lugares. Não a deixava ir sozinha para lugar nenhum. Muitas vezes eles brigavam, terminavam, e ele nem permitia que ela deixasse Salvador, ela ficava presa lá”, diz o jovem sobre a privação de liberdade a qual sua irmã era submetida.

Mateus ainda protesta contra o tratamento dado ao caso pela Justiça. “O cara não ficou nem 48 horas na delegacia. Já foi para casa, tem dinheiro, é importante. A justiça do homem pode ser falha, mas a de Deus não vai falhar”, finaliza.

“Kézia queria terminar o namoro”, diz irmão de vítima de feminicídio no Rio Vermelho - Metro 1