Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

Ufba: Número de animais vivos no litoral norte da Bahia reduziu em 65% após manchas de óleo

Estudo ainda concluiu que 46,88% do número de espécies que habitam nos recifes costeiros também foi reduzido

[Ufba: Número de animais vivos no litoral norte da Bahia reduziu em 65% após manchas de óleo]
Foto : Reprodução / TV Clube

Por Kamille Martinho no dia 25 de Novembro de 2019 ⋅ 14:20

Uma análise feita por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) concluiu que, após o surgimento de manchas de óleo na região, o número de animais vivos no litoral norte da Bahia reduziu em 65%. Os dados foram divulgados hoje (25) pelo professor e pesquisador Francisco Kelmo, diretor do Instituto de Biologia (Ibio) da universidade.

Segundo o pesquisador a análise foi feita entre 17 e 20 de agosto entre os recifes de Abaí, na cidade de Camaçari, até a Praia do Forte, em Mata de São João. O estudo ainda concluiu que 46,88% do número de espécies que habitam nos recifes costeiros também foi reduzido.

Além disso, foi constatado um aumento de 51,92% na taxa de branqueamento dos corais, índice que oscilava entre 5 e 6% ao ano.

Com isso, a pesquisa concluiu que, após o aparecimento das manchas de óleo, "houve perda de patrimônio natural: redução no número de animais, redução da diversidade de animais e aumento das doenças/mortalidade nos corais. Assim, compromete a cadeia alimentar, causa desequilíbrio ecológico, e precisa ser monitorado pelos próximos seis meses".

Notícias relacionadas