Quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Brasil

Foragido, baiano acusado de assassinatos no DF foi visto por policiais e moradores no 10º dia de buscas

Secretário de Segurança de Goiás diz que expectativa é que o suspeito seja preso até a manhã deste sábado

Foragido, baiano acusado de assassinatos no DF foi visto por policiais e moradores no 10º dia de buscas

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Por: Metro1 no dia 19 de junho de 2021 às 07:15

Apontado como autor de uma chacina em Ceilândia (DF) no dia 9 de maio, o baiano Lázaro Barbosa de Sousa foi avistado nesta sexta-feira (18), décimo dia de buscas, tanto por moradores quanto policiais de Goiás. A informação foi divulgada numa coletiva de imprens concedida pelo secretário de Segurança Pública do estado, Rodney Miranda. Segundo o secretário, a aparição do suspeito indica uma maior aproximação da operação até a localidade exata do fugitivo.

“Tenho quase certeza que cheguei a vê-lo, a 1 km de distância, do outro lado de um vale. A aparência dele não era de pessoa ferida”, acrescentou Miranda. O secretário disse que a expectativa é que Lázaro seja preso até a manhã deste sábado (19).

“Vamos virar a noite hoje, todos juntos. Hoje à noite mesmo ou amanhã de manhã a gente consegue finalizar a caçada a esse psicopata”, declarou.

“Ele está a cada dia mais cansado, mais acuado. Não deixa, de maneira nenhuma, de ser perigosíssimo, mas está nas últimas forças”, afirmou Miranda. 

Lázaro é suspeito de matar quatro pessoas da mesma família. Depois disso, ele invadiu ao menos 11 propriedades, onde teria feito quatro pessoas reféns (todos resgatados posteriormente).  Durante as fugas, ele chegou a trocar tiros com polícias e um caseiro, segundo a investigação.

Mais de 220 policiais das Tropas de elite das polícias Civil (GT3), Militar (Bope e Rotam), Federal (COT) e Rodoviária Federal (PRF) e Força Nacional de Segurança integram os grupos de buscas ao baiano. Os agentes são apoiados por helicópteros, cães farejadores e drones com visão térmica.

Na quinta (17), os policiais encontraram um colchão dentro da mata que pode ter sido usado pelo fugitivo para dormir. Houve também uma troca de tiros no mesmo dia durante a noite em Cocalzinho de Goiás. 

Diário da fuga:

  • Na sexta-feira (11), ele roubou um veículo e fugiu para Cocalzinho de Goiás. Depois colocou fogo no carro;
  • No sábado (12), invadiu uma fazenda, atirou em três pessoas e colocou fogo em uma casa. Nesta ocasião, fez um caseiro refém, usou e obrigou a vítima a usar drogas;
  • No domingo (13), o suspeitou furtou um carro para fugir da polícia, foi visto na BR-070 e acabou abandonando o veículo. A corporação acredita que ele tentava retornar ao DF;
  • Na segunda-feira (14), ele foi filmado por câmeras de monitoramento e teria dormido em um galpão de uma chácara. Pediu comida aos moradores, mas fugiu;
  • Na terça-feira (15), uma moradora de uma fazenda filmou os policiais durante buscas em sua propriedade. Segundo as imagens, Lázaro passou por lá durante a fuga. Mais tarde, ele sequestrou uma família em outra chácara (foram liberados sem ferimentos) e atirou em dois policiais, que foram atingidos de raspão, eles foram levados para hospitais e receberam alta;
  • Na quarta-feira (16), Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural;
  • Na quinta-feira (17), a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Força Nacional vai ajudar nas buscas;
  • Na sexta-feira (18), Lázaro foi avistado novamente, desta vez por policiais e moradores de Goiás.
Foragido, baiano acusado de assassinatos no DF foi visto por policiais e moradores no 10º dia de buscas - Metro 1