Brasil

Dez militares são presos após Exército fuzilar carro de família com mais de 80 tiros no RJ

Na manhã desta segunda, o Comando Militar disse que identificou "inconsistências" entre os fatos reportados pelos agentes

[Dez militares são presos após Exército fuzilar carro de família com mais de 80 tiros no RJ]
Foto : Reprodução / Facebook

Por Juliana Rodrigues no dia 08 de Abril de 2019 ⋅ 12:05

O Comando Militar do Leste (CML) do Rio de Janeiro informou, na manhã de hoje (8), que prendeu dez dos 12 militares ouvidos após a ação do Exército que matou o músico Evaldo dos Santos Rosa em Guadalupe, na Zona Oeste, ontem (7). Na ocasião, o carro onde o artista estava com a família foi fuzilado com mais de 80 tiros e a Polícia Civil diz que "tudo indica" que o veículo foi confundido com o de criminosos.

Inicialmente, o CML informou que os agentes tinham respondido a "injusta agressão" de criminosos. Porém, na manhã desta segunda, o comando disse que identificou "inconsistências" entre os fatos reportados pelos militares e informou que os agentes acabaram afastados.

Notícias relacionadas