Brasil

Governador do Rio se esquiva de comentar morte com 80 tiros: 'Não me cabe fazer juízo de valor'

O governador disse lamentar a morte do músico

[Governador do Rio se esquiva de comentar morte com 80 tiros: 'Não me cabe fazer juízo de valor']
Foto : Carlos Magno/ GovernoRJ

Por Alexandre Galvão no dia 09 de Abril de 2019 ⋅ 08:52

Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel afirmou que não cabe a ele comentar a morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, que foi alvo de 80 tiros enquanto estava no carro com sua família. 

"Não sou juiz da causa. Não estava no local. Não era a Polícia Militar. Quem tem que avaliar todos esses fatos é a administração militar. Não me cabe fazer juízo de valor e nem muito menos tecer qualquer crítica a respeito dos fatos. É preciso que a auditoria militar e a Justiça Militar e o Exército faça as devidas investigações. E eu confio nas instituições", afirmou o governador, segundo O Globo. 

O governador disse lamentar a morte do músico. Em seu discurso durante a posse do novo presidente do TRF2 no Theatro Municipal, Witzel não falou sobre o caso. Apenas lembrou a atuação das forças armadas na intervenção e agradeceu aos militares. 

"Dizer da importância que tem as forças armadas nosso país. A preservação da democracia certamente passa pela importância que damos aos nossos soldados". 

Notícias relacionadas