Brasil

Justiça proíbe cremação e determina nova perícia no corpo de miliciano

Decisão acolheu pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e de familiares do ex-policial

[Justiça proíbe cremação e determina nova perícia no corpo de miliciano]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 19 de Fevereiro de 2020 ⋅ 07:20

O juiz da comarca de Esplanada, Augusto Yuzo Jouti, determinou nova perícia no corpo do miliciano Adriano da Nóbrega, e proibiu a cremação até que o exame seja feito.

A decisão acolheu pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e de familiares do ex-policial. A promotoria divulgou a informação na noite de ontem (18).

O laudo do novo exame deve ser apresentado à Justiça baiana em 15 dias. 

O ex-policial do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Rio de Janeiro foi morto em ação policial na cidade, no último dia 9. Adriano foi localizado após fugir, por mais de um ano, da Polícia do Rio. 

Na decisão, o juiz também determinou que a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) forneça as gravações dos rádios transmissores usados pelos agentes policiais no dia da operação policial e ainda realize exame papiloscópico nas munições não deflagradas da pistola supostamente encontrada com Adriano.

As provas devem ser apresentadas no procedimento que está no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em Salvador.

Leia mais:

Advogado vê 'coleção de estranhezas' em morte de Adriano e pede perícia

Flávio Bolsonaro posta vídeo de Adriano da Nóbrega morto e acusa PM-BA de tortura

MP-BA pede conservação de corpo de Adriano da Nóbrega e nova perícia

Notícias relacionadas