Brasil

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas para conter crise no Ceará

Crise no estado piorou na última quarta quando o senador Cid Gomes levou dois tiros ao tentar invadir um quartel com policiais militares amotinados

[Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas para conter crise no Ceará]
Foto : Reprodução

Por Luciana Freire no dia 20 de Fevereiro de 2020 ⋅ 18:36

O presidente Jair Bolsonaro autorizou hoje (20), o emprego das Forças Armadas para tentar conter a crise na segurança pública do Ceará, em razão da greve de policiais e bombeiros militares.

O decreto é assinado por Bolsonaro, pelo ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e pelo General Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). A medida prevê que as Forças Armadas fiquem na cidade até o dia 28 de fevereiro.

A crise no estado piorou ontem (19), quando o senador Cid Gomes (PDT-CE) levou dois tiros ao tentar invadir, pilotando uma retroescavadeira, um quartel com policiais militares amotinados.

O senador levou um tiro na clavícula e outro no pulmão. O último boletim médico, divulgado pelo Hospital do Coração na manhã de hoje, afirma que Gomes recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que seu estado de saúde é estável.

Notícias relacionadas